.

.
“Gay não é sinônimo de homossexualidade masculina. É apenas um movimento equivocado, que se acha porta voz de todos os homens que fazem sexo entre si.” Fraterno Viril.

domingo, 1 de novembro de 2015

Sascha Schneider e a arte homoerótica na Alemanha pré nazista


Triumph of Darkness - Sascha Schneider - 1896

Sascha Schneider (1870 - 1927), russo de nascimento e criado na Alemanha, é um dos artistas que venero. Colaborou com o “Der Eigene”: vide página “Adolf Brand - Der Eigene - Männerbund - Wandervogel“ (menu horizontal superior deste blog). Foi um dos pioneiros da estética homoerótica nos séculos XIX e XX; sem seu trabalho, não haveria Tom of Finland e outros brilhantes artistas gráficos posteriores. Foi denunciado por sua homossexualidade (proibido pelo “artigo 175 - código penal alemão”) e mudou-se para a Itália, país menos repressivo na época.
Retornou à Alemanha pouco antes da República de Weimar (1919-33), período muito liberal e politicamente turbulento. Retomou sua intensa e produtiva atividade profissional. Porem era diabético: sentindo muita sede, ele tomou por engano um liquido de limpeza... sofreu um colapso e faleceu.
Neste retorno de Sascha Schneider, a Alemanha viveu uma curta Era de liberdades democráticas, onde enfrentou: Acordo de Paz de Versalhes, perda de seu território continental e colônias ultramarinas, gigantesca dívida de reparações de guerra (I Guerra Mundial), desemprego, desvalorização da moeda (marco) e hiperinflação. Estes graves problemas aliados aos temores do comunismo soviético foram o combustível perfeito para que grupos políticos antidemocráticos se unissem ao partido nazista de Hitler. Nas eleições presidenciais (1932), o presidente Hindenburg foi re-eleito. Hitler ficou em 2º lugar e conseguiu ser nomeado (manobra política) como Chanceler. O Reichstag (parlamento) sofreu grave incêndio e Hitler declarou estado de emergência... Hidenburg morreu... Hitler assumiu a presidência e proclamou o III Reich (1933-45). Começou o horror nazista, só comparável ao período stalinista russo. A II Guerra Mundial veio como conseqüência e por pouco não destruiu o continente europeu.