.

.
“Gay não é sinônimo de homossexualidade masculina. É apenas um movimento equivocado, que se acha porta voz de todos os homens que fazem sexo entre si.” Fraterno Viril.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Bastardos inglórios contra homofóbicos


Não é de hoje que gays brasileiros estão indo para o brejo, sem esboçar a menor reação física contra agressões homofóbicas.
Denúncias na imprensa, apoio de parlamentares esclarecidos, boletins de ocorrência em delegacias especializadas, pelo jeito não têm surtido muito efeito prático.
Somos uma nação extremamente hipócrita e falso moralista, com equivocada fama de sermos um país gay-friendly. Isto só ocorre em pouquíssimos guetos de nossas grandes capitais, contam-se nos dedos. Vá demonstrar seu afeto em público com seu parceiro, para ver o que te acontece!
O filme de ficção Bastardos Inglórios (2009), do diretor Quentin Tarantino, desperta uma remota e ilegal vontade de seguir a máxima daquele grupo de soldados hebreus: olho por olho, dente por dente!
Como se nesta terra, com seus enormes índices de criminalidade urbana e rural, se precisasse potencializar mais qualquer tipo de violência. Há tempos vivemos uma guerra civil não declarada.
Em todo caso, como de hábito, atenção redobrada aos inimigos de plantão:
- grupos covardes que se travestem de skinheads, agindo nas madrugadas das grandes cidades;
- políticos fascistas, com cargos parlamentares, pregando abertamente uma “guerra santa” aos gays;
- gays reacionários e de má índole, que estão em toda parte, principalmente nos ambientes profissionais;
- homens ditos heterossexuais, que espancam mulheres e gays;
- igrejas católica romana e protestante... observem o que dizem estas facções do monoteísmo cristão, em seus canais televisivos (concessões públicas).
- a lista é infindável.
Olho vivo com organizações e empresas que se dizem gay-friendly, mas que só propõem: festas regadas à droga pesada (tendo facções criminosas de lastro), cruzeiros marítimos duvidosos, revistas e links tacanhos e emburrecedores, e por aí vai.
Pelo andar da carroça, estão todos indo para o matadouro.