.

.
“Gay não é sinônimo de homossexualidade masculina. É apenas um movimento equivocado, que se acha porta voz de todos os homens que fazem sexo entre si.” Fraterno Viril.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

In Memoriam: ao meu parceiro!


Existem tempos de alegria, paz, guerra... e tempos de luto.
Nos conhecemos bem jovens e vivemos 22 anos juntos. Viajamos muito e aproveitamos a vida, tédio era algo inexistente; tivemos altos e baixos, encontros e desencontros; foi um parceiro impar e partiu cedo, muito cedo.
Ele era um touro de forte com 1.88m, um homem belo e viril que me arrebatou. Fodia como um deus pagão... e como fodia!
Gostava do ator Brad Davis, de ouvir jazz e Cat Stevens, de viagens longas de carro, dos filmes do Fassbinder - Visconti - Pasolini.
Era ético e bondoso, discreto e calado, safado, amoral. Naturalmente um adepto das Tradições Viris, mas nunca se deu conta disto... e nem era preciso.
Velar seu corpo e carregar a alça de seu caixão era algo fora de cogitação. E surpreendentemente, foi o que ocorreu há poucos dias.
Boa viagem, parceiro de vida e de alma!